quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Joaquim Moreira da Silva no dia de seu aniversário e o seu maior presente foi lançamento de seu livro

Joaquim Moreira em sua apresentação
no Auditório da UNESP

Terceiro livro de Joaquim
sobre sua maior especialidade 
Joaquim Moreira da Silva  nasceu no Distrito de Vila Novais que pertencia a Tabapuã SP , mas foi considerado em seu registro a cidade de Paraiso SP  é filho de Manoel Moreira da Silva e de Maria Senhorinha do Espirito Santo ambos falecidos, ela foi sepultada em Aparecida do Oeste e e ele esta no Campo Santo de Catanduva praticamente no mesmo cemitério de meus pais. Joaquim Moreira é de um tempo em que os registros de cartórios não batiam com a data de nascimento devido os juizes de paz estarem nas comarcas ou em cidade distantes. Joaquim Moreira pelo livro de história de nossa cidade nasceu no dia 5 de fevereiro de 1921, mas como ele mesmo canta em sua moda 8 de dezembro , Dia da Imaculada Conceição é realmente este dia que considera como de seu nascimento (8/12/1920).  Joaquim Moreira é nosso maior catireiro, eu diria até que foi o mestre de Vieira e Vieinha (Reis do Catira) e também de Quintino e Quirino (Reis das Folias de Santos Reis) e como Mestre de Cerimonias de Santos Reis em nossas andanças em Chegadas e Encontros vejo os embaixadores declinarem e mostrarem o maior respeito por este MESTRE. Joaquim Moreira da Silva é destaque no nosso cenário caipira como compositor de música sertaneja as mais conhecidas são: "Rio Preto de Luto", "Fazenda Morajuba", "Promessa do Monsenhor", Passando a Coroa", "Chegada de Reis", "Nadando em Dinheiro", "A Cigana", Festa do Peão de Barretos", "Mulher do Juca", "Meu Orgulho", Marcha de Santo Reis", "Tanakara", "Ladrão de Capado" enfim  centenas de modas abordando o sentimento mais puro nos braços da viola e como escritor é autor de vários livros de Santos Reis. A esse caríssimo e venerável amigo que venho acompanhando e fazendo um modesto registro em imagens e compartilhando seus ultimos dias e que ainda esbanja vitalidade em escrever, compor e colher cada vez mais dados de sua pureza de sentimentos e religiosidade. Parabéns Joaquim pelo novo livro e congratulações por tudo que faz pela nossa música sertaneja, folias de Santos Reis e catira  e como nossa reserva moral tornando São José do Rio Preto como a verdadeira capital nacional da viola e a mais caipira de todas do Brasil.

Sidinei Ribeiro do blog apaginadavida

Este texto está inserido na orelha de seu livro e foi uma satisfação enorme fazer este singelo relato e neste domingo estaremos no Rancho da Viola  ou Rancho do Marinho / Toninha para que o mesmo seja apresentado as duplas, aos fiéis e caipiras da cidade.  

Nenhum comentário: