segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Ataíde Lemos e seu QUANTO VALE O VOTO ?



Quanto vale o voto?
O preço nós fazemos;
Pode valer muito
Ou muito pouco;
Pode valer um pão com mortadela,
Alguns poucos reais,
Uma cesta básica,
Ou uma geladeira,
Jogos de pneu,
Um jogo de camisa,
Um churrasco de costela de boi...
Ou pode valer mais vidas salvas
Pela melhoria na saúde;
Melhor qualidade na educação
Para seus filhos,
Netos ou vizinhos,
Muitos empregos
Melhor qualidade de vida
E tantas coisas mais.

Quanto vale o voto?
A ignorância,
A falta de comprometimento,
O interesse pessoal,
A promessa de emprego,
A busca pela corrupção,
Ou o bem para a coletividade
A responsabilidade social,
O compromisso cidadão
Tudo isto é que faz o preço
Quanto vale seu voto?

O poema acima de Ataíde Lemos é um exemplo claro que a poesia também permeia nos assuntos até indesejáveis, já publiquei vários trabalhos seus em nosso blogue e a ilustração é de nosso querido chargista Lézio Junior que todo último dia de cada mês brindo os leitores com seu traço peculiar e fico grato também a querida amiga Sueli do Tocantins por enviar maravilhosas pérolas a este blogue. 
 Sidinei Ribeiro.


Um comentário:

Ataíde Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.