sábado, 3 de janeiro de 2009

Paulo Alberto Moretzsonh Monteiro de Barros, ARTUR DA TÁVOLA e seu amplo conhecimento da música clássica e erudita



Artur da Távola, o pseudônimo de Paulo Alberto Moretzsonh Monteiro de Barros, (Rio de Janeiro, 3 de janeiro de 1936 — Rio de Janeiro, 9 de maio de 2008) foi um advogado, jornalista, radialista, escritor, professor e político brasileiro. Foi um dos fundadores do PSDB. Atualmente era o apresentador de um programa de música erudita na TV Senado. Iniciou sua vida política em 1960, no PTN, pelo estado da Guanabara. Dois anos depois, elegeu-se deputado constituinte pelo PTB. Cassado pela ditadura militar, viveu na Bolívia e no Chile entre 1964 e 1968. Tornou-se um dos fundadores do PSDB e o líder da bancada tucana na assembléia constituinte de 1988, quando defenseu alterações nas concessões de emissoras de televisão para permitir que fossem criados canais vinculados à sociedade civil. No mesmo ano, concorreu, sem sucesso, à prefeitura do Rio de Janeiro. Posteriormente, foi presidente do PSDB entre 1995 e 1997. Exerceu mandatos de deputado federal de 1987 a 1995 e senador de 1995 a 2003. Em 2001, foi por nove meses secretário da Cultura na cidade do Rio. Como jornalista, atuou como redator e editor em diversas revistas, notavelmente na Bloch Editores e foi colunista de televisão nos jornais Última Hora, O Globo e O Dia, sendo também diretor da Rádio Roquette Pinto. Publicou ao todo 23 livros de contos e crônicas. Távola atualmente apresentava o programa Quem tem medo de música clássica?, na TV Senado onde demonstrava sua profunda paixão e conhecimento por música clássica e erudita. No encerramento de cada programa, ele marcou seus telespectadores com uma de suas mais célebres frases:


"Música é vida interior, e quem tem
vida interior jamais padecerá de solidão".


Seu compositor preferido era Vivaldi, a quem dedicou quatro programas especiais apresentando Le quattro stagioni em sua versão completa e executada pela Orquestra Filarmônica de Berlim. Também exibiu com exclusividade execuções da Orquestra Sinfônica Brasileira no Festival de Gramado nos anos de 2003 a 2007. Era apresentador de um programa sobre música na Rádio MEC.

Genoveva Aparecida Queiroz Tavares (São José do Rio Preto) e seu SONHO




Hoje Dia de Santa Genoveva, padroeira da França, escolhi este poema de Genoveva, escritora riopretense do livro de Poemas de Amor. Confira!!!

Esdras Correia Napolitano, Antônio Fernando de Araújo, Kelly Cristina Polizello Parão e Magaly Tarraf

















Personalidades aniversariantes no dia de hoje que constam no livro “Quem Faz História em São José do Rio Preto”.

Paulo César Gattaz e Wilson Guilherme e A Página da Vida de 03/01/2008

















Personalidades aniversariantes no dia de hoje que constam no livro “Quem Faz História em São José do Rio Preto”.


A PÁGINA DA VIDA DO DIA 03 (QUINTA-FEIRA)
DO MÊS DE JANEIRO DE 2008

MAIS AMIGOS, MAIS QUE AMIGOS - Fazendo visita aos meus parentes Bebé e Toninho Bressan, depois de uma festa do dia 1 em Marapoama,até as altas horas, encontrei- me com seus filhos, Adalberto, Alessandro e Ana Cláudia, esta com sua filha Halana , a neta inseparável nas viagens do vovô e vovó. Gastamos boa conversas e para minha felicidade houve agora adicionamento deles pelo Orkut, estamos agora bem mais pertinhos.

JANEIRO E OS PÉS DE PITÁIAS EM FLORES - O ano começou com muitas flores , mas muitas flores no sitio da baixada seca, tudo porque as pitáias estavam em sua florescência, algo espetacular em ver suas floradas e atraindo todo tipo de abelhas , principalmente arapuás se embriagando dentro das floresBrevemente teremos novidades , e estarei ai para degustar essa maravilhosa fruta, fotografarei mostrando toda beleza aos nossos queridos amigos . Aguardem !!!

MINHA FLORESTA

Nasci em uma floresta rica.
Lá, conheci árvores nobres da vida.
Realizei meus maiores sonhos.
Aprendi valores infinitos.
Verdadeira obra do criador.
Lá aprendi o verdadeiro sentido do amor.
Árvores de capacidade extrema.
De sombra serena.
Onde o belo é ilimitado e simples.
Árvores dispostas com simplicidade de estilo.
Lugar de deleite e devaneio.
Um paraíso!
E agora é preciso, um balançar de troncos.
O desmoronar de um destes patamares de talento.
Aprendo, ainda mais, com "ais" deste sofrimento.
Tento ainda sorrir, fazer-me contente.
E carente, questiono o ser humano.
E com tal desengano vejo um carvalho tombar.
Nada posso fazer, nem mesmo o ajudar.
Ainda vivo desta sombra e dela me farto.
E neste aconchego, a Deus peço arrego:-
Ajude um destes carvalhos... por favor!
Que esta floresta tão bem ornamentou.
Esquecendo a própria vida, pra ser doação e amor.
Que viveu em plenitude de alma.
Que agora se aquieta e nada acalma.
Em prece eu peço, que me faça entender.
Esta indesejável conseqüência do viver.
Do muito trabalhar e assim sofrer, morrer!
É isso, apenas isso, que eu quero entender

Por Gataláxia
Que Linda, linda esta dimensão
Que estás !!! bjsSR!!!

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Hoje aniversário de Fundação da Irmandade do Rosário dos Homens Preto em São Paulo (1711)



A Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos é uma confraria de culto afro-brasileiro, congregados em torno da devoção a Nossa Senhora do Rosário. A devoção a Nossa Senhora do Rosário tem sua origem entre os dominicanos, por volta de 1200. São Domingos de Gusmão, inspirado pela Virgem Maria, deu ao rosário sua forma atual. Isto pode ser comprovado em episódios revelados em sua iconografia. A primeira irmandade do rosário foi instituída por eles em Colônia (Alemanha), em 1408. Logo a devoção se propagou, sendo levada também por missionários portugueses ao Reino do Congo. A Irmandade de Nossa Senhora do Rosário chegou ao Brasil desde o século XVI. Em Santos, a igreja matriz já tem como padroeira Nossa Senhora do Rosário. No século XVII, este mesma imagem de Nossa Senhora é a padroeira principal de Itu, Parnaíba e Sorocaba. A partir do fim do período colonial, as irmandades do Rosário passam a ser constituídas pelos "homens pretos". No Brasil, ela foi adotada por senhores e escravos, sendo que no caso dos negros, ela tinha o objetivo de aliviar-lhes os sofrimentos infligidos pelos brancos. Os escravos recolhiam as sementes de um capim, cujas contas são grossas, denominadas "lágrimas de Nossa Senhora", e montavam terços para rezar. Registra-se as seguintes datas de fundação das Irmandades dos Homens Pretos:
1640 - Rio de Janeiro (cidade), Rio de Janeiro
1708 - São João del-Rei, Minas Gerais
1711 - Na cidade de São Paulo a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos está localizada no centro de São Paulo, no Largo do Paissandu. A entidade, foi criada para abrigar a religiosidade do povo negro, impedido de freqüentar as mesmas igrejas dos senhores, resiste à urbanização, mantendo em seu calendário uma devoção secular a Nossa Senhora do Rosário. São realizadas procissões, novenas e rezas do terço, despertando o interesse dos que transitam pelas proximidades da avenida São João e da avenida Rio Branco.
1713Cachoeira do Campo e Sabará, Minas Gerais
1715Ouro Preto, Minas Gerais
1728Serro, Minas Gerais
1754 - Viamão, Rio Grande do Sul
1771 - Caicó, Rio Grande do Norte
1773 - Mostardas, Rio Grande do Norte
1774 - Rio Pardo, Rio Grande do Sul
1796 - Salvador, Bahia
1782Paracatu, Minas Gerais
A Irmandade do Rosário, possuía a seguinte hierarquia: a Mesa Administrativa, o Conselho de Irmãos, a Coorte e o Estado Maior com suas Guardas. Em alguns lugares, devido à perseguição promovida pelo clero, algumas destas irmandades desvincularam-se da Igreja Católica. Mais recentemente, em algumas dioceses há uma reaproximação, através da Pastoral Afro-Brasileira. Com quase três séculos de existência, a Irmandade do Rosário dos Homens Pretos é uma referência para movimentos de consciência negra, porque apresenta uma tradição religiosa que remonta aos tempos dos primeiros escravos. Texto de Maria José de Deus.
Irmandade dos Homens Pretos em São Paulo
A Irmandade sofreu as agruras de ver sua primeira igreja, na Praça Antônio Prado, construída em 1725 com a arrecadação de doações e esforço dos malungos (irmãos), ser demolida para dar lugar a projetos de urbanização da Província. Os negros conseguiram manter relativo patrimônio ao redor dessa igreja, casas simples serviram para atividades religiosas, acolhimento dos alforriados e a administração da Irmandade, composta de diretoria e mesários. Hoje, esse estilo colonial permanece nas dependências da igreja que, por ser capela, está sob a jurisdição da paróquia de Santa Ifigênia. No subsolo fica a mesa administrativa, onde os irmãos se encontram para a celebração da missa de domingo, para confraternização e para a distribuição mensal de cerca de 150 cestas básicas. Eles vivem esses momentos agradáveis e de decisões em meio a recordações, mantidas num acervo de pinturas, ilustrações, fotografias, imagens e documentos que trazem à lembrança os primeiros irmãos. "Eu me emociono e sinto um grande amor por tudo isso aqui", revela Cleofano de Barros, há 50 anos na Irmandade. A eleição da diretoria é anual para os cargos de juiz provedor, secretário, tesoureiro e procurador, que exercem atividades administrativas e pastorais na comunidade, incentivando a formação da juventude, de equipes de música e de liturgia. Nessa ocasião, também são eleitos os festeiros, o rei e a rainha, que juntos com o juiz e a juíza organizam, durante o ano, com o apoio das irmãs e dos irmãos, as festas de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. "A Irmandade conseguiu agregar um número considerável de afro-brasileiros. Somos cerca de 220 membros", diz o juiz provedor Marcelo Antonio Saraiva, 32 anos. Os irmãos recebem pesquisadores, religiosos e pessoas de outros Estados e até do exterior, interessados em conhecer e estudar as razões de tanta longevidade e que ficam deslumbrados com o interior da igreja, que apresenta uma variedade de detalhes na pinturas das paredes, nas vestimentas e adornos dos santos, nas luzes do altar-mor que refletem entre lustres, candelabros e flores. "Só a devoção a Nossa Senhora foi capaz de manter-nos unidos, com a Irmandade aproximando-se dos 300 anos, e trazendo com a religiosidade, a conscientização capaz de forjar o surgimento de outros movimentos negros", esclarece a advogada e ex-deputada estadual, Theodosina Rosário Ribeiro, que já foi juíza, é mesária, e ainda faz parte da equipe litúrgica.
Tradições e festejos
A festa de Nossa Senhora do Rosário era conhecida como da Oraga, que quer dizer padroeira. Essa designação foi usada até o Concílio Vaticano II, quando as missas eram rezadas em latim e a ladainha cantada. "Há alguns anos, os festejos se estendiam até à noite, mas com a cidade de São Paulo cada dia mais violenta, preferimos realizar a celebração durante o dia", revela Jonas Gregório Lucas, mestre de cerimônia. Há 40 anos na Irmandade, Jonas acrescenta que ainda são conservadas tradições nas festas e posse dos irmãos e irmãs, quando os homens usam a opa, uma vestimenta sobre os ombros e as mulheres, fita azul sobre vestidos pretos ou brancos. No primeiro domingo de outubro, quando é realizada a festa do Rosário, a igreja vive momentos de esplendor com missa solene, coroação de Nossa Senhora, almoço para a comunidade e irmandades de São Paulo, Santos e Rio de Janeiro. Nesse dia, o povo sai em procissão pelas ruas do centro, cantando e acompanhando a banda de música, as crianças vestem-se de anjos, cumprindo as promessas dos pais, os irmãos e irmãs carregam os andores, o rei e a rainha as coroas, lembrança dos reisados e congadas. "Sinto muito alegria em ser a madrinha e responsável em levar o estandarte de Nossa Senhora", conta Lucy Mineiro, que neste ano passará a incumbência para outra irmã, já que foi escolhida para ser a rainha.

Cuba Gooding Junior, de vocalista de banda a maior ator americano no momento



Cuba Gooding Jr. (Nova York, 2 de janeiro de 1968) é um ator americano. Nasceu no Bronx, um dos bairros mais problemáticos de Nova Iorque, e tem um percurso de vida cheio de altos e baixos. É oriundo de uma família pobre e, apesar de ser hoje o mais famoso, foi o pai quem primeiro se lançou no mundo artístico. Cuba Gooding foi o vocalista da banda “soul” The Main Ingredient, que colocou alguns temas nos tops mundiais dos anos 70, como “Everybody Plays the Fool”. Devido ao sucesso do grupo, mudou-se com a família para Los Angeles, onde encontrou uma vida de luxo. “Vivíamos numa grande casa, tínhamos motoristas e íamos sempre aos bastidores dos grandes concertos...”, referiu Cuba Gooding Jr. ao Los Angeles Times. Até que o divórcio dos pais lançou o actor num cenário oposto. Depois de ir viver com a mãe e os irmãos, enfrentou problemas graves, chegando mesmo a viver num automóvel. Foi nas ruas que descobriu e aperfeiçoou o breakdance juntamente com os amigos. O início de uma carreira bem sucedida encontrou-o em 1984, quando dançou na final dos Jogos Olímpicos, durante uma actuação do cantor Lionel Richie. Tinha apenas 16 anos quando a porta para o mundo que conhecera em criança se voltava a abrir, agora pelas suas mãos. Decidiu estudar representação e, após algumas séries e “spots” publicitários, conquistou um papel na longa-metragem “Um Príncipe em Nova York”, protagonizada por Eddie Murphy. Desde então, tem representado os mais diversos papéis, sempre em produções destinadas a sucessos de bilheteira. De comédia a drama tem feito de tudo um pouco. Em “Homens de Honra”, de George Tillman Jr., interpretou a personagem principal, sob os contornos já desgastados do herói americano, ao lado de Robert de Niro. Já em “Herança Canina” veste a pele de um dentista prestes a receber uma inesperada fortuna. Mais uma comédia, esta dirigida ao público infantil, que encheu salas de cinema, à semelhança de “Está Tudo Louco!”, também com a presença do actor. Foi em 1996, que o filme “Jerry Maguire”, de Cameron Crowe, no qual interpretou uma personagem secundária ao lado de Tom Cruise, lhe valeu o Oscar de melhor actor secundário. Rod Tidwell era o nome do jogador de futebol americano representado por Cuba Gooding Jr. que apoiava Jerry Maguire, um poderoso agente desportivo que colocou em causa os princípios morais da agência para qual trabalhava. Considerado uma das 50 pessoas mais bonitas do mundo pela revista “People”, o actor foi sugerido para substituir Pierce Brosnan no papel de James Bond. A sugestão partiu de Roger Moore, que ficou célebre por interpretar o famoso agente secreto, substituindo Sean Connery. Depois de “Pearl Harbor” e “Instinto”, o actor afro-americano chegou às salas de cinema portuguesas com mais uma produção “à americana”. “Radio” é o título do filme e o nome da personagem principal, interpretada por Cuba Gooding Jr.
FILMOGRAFIA:Um príncipe em Nova York (Coming To America) (1988), Sing (1989) Boyz N the Hood (1991), Murder Without Motive (1992), Hitz (1992), A Few Good Men (1992), Judgment Night (1993) ,Daybreak (1993), Lightning Jack(1994), Outbreak (1995) ,Losing Isiah (1995) ,The Tuskejee Airmen (1996) ,Jerry Maguire (1996) ,As Good As It Gets (1997) ,What Dreams May Come (1998) ,A Murder Of Crows (1998) ,Instinct (1999) ,Chill Factor (1999) ,Homens de Honra (Men Of Honor) (2000) ,Zoolander (2001) ,Rat Race (2001) ,Pearl Harbor (2001) ,In The Shadows (2001) ,Boat Trip (2002) ,Snow Dogs (2002) ,Psychic (2002Radio (2003) ,The Fighting Temptations- Resistindo as tentações (2003) ,Home on the range (voz) (2004) ,A dairy tale (voz) (2004) ,Shadowboxer Matadores de aluguel (2005) ,Dirty (2005) ,End game (jogo final) (2006) ,Lightfield's home videos (2006) ,What love is (2006) ,Daddy day camp (Acampamento do papai) (2007) ,Norbit (2007) ,American Gangster (2007) ,Hero Wanted (2008) ,

Idê Albino ( São José do Rio Preto) e seu PLATÔNICO



No livro Poemas de Amor a indicação de Idê é de (Riolândia - SP), e agora esta entre nós.

José Roberto Petrolini, Mauro Mano Sanches, Valdir Roberto Furlan e Áudria Cristina de Freitas Garcia e A Página da Vida de 02/01/2008





















Personalidades aniversariantes no dia de hoje que constam no livro “Quem Faz História em São José do Rio Preto” e Áudria Cristina em “A história de Catanduva de A a Z” , editado por Vicente Celso Quaglia e produzido pela editora de meu querido amigo Lelé Arantes.

A PÁGINA DA VIDA DO DIA 02 (QUARTA-FEIRA)
DO MÊS DE JANEIRO DE 2008

DIA DA ABREUGRAFIA E SEU PULMÃO COMO ESTÁ - Abreugrafia é um sistema de micro-radiografia do tórax, método idealizado pelo médico brasileiro Manuel de Abreu, utilizado largamente em todo território nacional.Neste período o da abreugrafia da foto, quando era funcionário da Folha de São Paulo, era obrigatório por lei todo ano renovar com atestado médico,uma avaliação da saúde e também tínhamos que apresentar a carteira de abreugrafia , como prova de que nossos pulmões estavam em excelentes condições para os afazeres na empresa . Hoje noto que os exames não são tão rigorosos, quanto deveriam ser, mas em todo caso fica o registro desta página, o quanto a saúde era importante e atestada para um bom desenvolvimento no trabalho.

A OUTRA FACE DAS MOEDAS - Hoje estou publicando novamente as moedas antigas da latinha do Fábio, só que as de ontem eram por valor de face, e as de hoje são as coroas, são moedas que tem valor símbólico e afetivo e outras ainda tem a prata para uma maior avaliação. Sómente uma moeda tem ainda seu valor corrente , espero que meu leitor tenha notado , é justamente a menorzinha delas e que esta invertida propositalmente em relação as demais. Confira!!!

AGORA SÓ SALADAS OU ATÉ SOPINHAS - Neste feriados abusamos muito de bebidas e principalmente da alimentação ingerindo excessivamente muita comida de origem animal, carnes de carneiros, leitões à pururuca, pernil, chester, perus e a lista é enorme e a dor na consciência também , agora ficamos a controlar tudo... e nada melhor dos que as saladas, que o diga o nosso casal de amigos de Conchas-SP, o Sr. Cláudio e Alessandra (pais do Matheus, falaremos deste menino em edições futuras) dizem eles que depois do dia do Natal ,venderam alfaces como nunca , e tomara que no Ano Novo repita também a dose , afinal trabalharam duro nos canteiros e as aguaram ou deram chuveiradas 5 a 6 vezes por dia, devido o clima alterado e quente demais.